Cidade Brasil / Visto de Turismo para viajar à Europa - É necessário?
Visto de turismo para a Europa

Pensando em viajar para a Europa?

A famosa “Eurotrip” pode despertar o interesse de muitos brasileiros, mas junto com ele, algumas dúvidas também surgem.

Uma das mais recorrentes é: um visto para entrar no velho continente é necessário?

A resposta vai depender de qual país entrou no seu roteiro de viagem.


CONDIÇÕES ESPAÇO SCHENGEN

Para entrar em qualquer um dos 26 países que integram o Espaço Schengen * não é necessário um visto prévio. O único documento necessário é o passaporte em dia, e podem ser cobradas explicações do viajante a respeito da natureza de sua estadia, no ato da entrada na Europa.

Uma vez que o viajante adentre o Espaço Schengen, o período de permanência autorizado é de 3 meses (90 dias). Durante esse tempo, o viajante pode circular livremente de um país a outro, e ao final do período, deve deixar o Espaço Schengen.

Esse processo só é permitido ser feito uma vez a cada 6 meses.

* São eles: Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Eslováquia, Eslovénia, Espanha, Estónia, Finlândia, França, Grécia, Hungria, Islândia, Itália, Letónia, Liechtenstein, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Noruega, Países Baixos, Polónia, Portugal, República Checa, Suécia, Suíça.


PAÍSES FORA DO ESPAÇO SCHENGEN

Para países europeus que não integram o Espaço Schengen, há procedimentos específicos, e é necessário informar-se com as entidades competentes de cada um. É o caso da Croácia, da Roménia, da Bulgária, do Chipre e da Turquia.

Seguindo a listagem do Itamaraty, em nenhum desses cinco países solicitam visto prévio aos brasileiros pelo período de 90 dias.

Da mesma forma, Reino Unido, Irlanda e Rússia também não demandam dos brasileiros um visto prévio.


ETIAS

Mesmo que o visto não seja solicitado, uma nova regulamentação passa a valer para o espaço schengen, o ETIAS, é uma autorização prévia para cruzar suas respectivas fronteiras e significa: Sistema Europeu de Informações e Autorização de Viagem (European Travel Informantion and Authorization System, em inglês).

Ele foi criado pela União Europeia visando a maior proteção de suas fronteiras. Nós fizemos uma matéria especial com as dúvidas relacionadas a esse protocolo, vale a pena conferir as condições e informações que disponibilizamos aqui.