Mudança de domicílio

Provavelmente só de pensar em mudar de casa já está batendo aquela dor de cabeça e cansaço antecipado, não é?

De fato, todas as demandas práticas não são fáceis de lidar, e além dessas questões, ainda existem burocracias para se preocupar.

Mas nada de ansiedade, aqui você encontrará diversas informações que responderão suas eventuais dúvidas sobre o que fazer durante o processo de mudança.


• Por que alterar o endereço das minhas correspondências?

Um dos principais motivos para as correspondências precisarem ser enviadas ao endereço correto é não correr o risco de uma falta de pagamento ou não atender qualquer demanda jurídica ou cívica que possa chegar por meios físicos de entrega.

Além disso, também não podemos esquecer que as faturas são usadas como comprovantes de residência. Você deve saber que diversas situações solicitam a apresentação desse documento, como, por exemplo: abertura de contas em banco, abertura de crediário em lojas, compra de um automóvel financiado, junto a órgãos públicos como o Detran, Receita Federal, entre outros.

Outro motivo é não incomodar o morador atual do seu antigo endereço. Não apenas por uma questão de educação, mas também pela confidencialidade de muitas informações que chegam através das correspondências.


GÁS, ÁGUA E ELETRICIDADE

Seja você proprietário ou inquilino da residência onde habita, a responsabilidade pelas contas dos serviços de gás, água e eletricidade é sua. Sendo assim, ao se mudar para um novo local, é preciso encerrar as mensalidades do antigo, para que o próximo morador possa assumir a titularidade.

Do mesmo modo, em sua nova casa, você precisará abrir novamente as mensalidades, agora associados ao seu endereço atual. Para isso, entre em contato com as companhias fornecedoras de gás, água e eletricidade e verifique se poderá resolver a situação por telefone, internet ou apenas presencialmente. Dependendo do estado onde você se encontra, essas informações podem mudar.

No caso do gás encanado, ou de rua, é preciso ligar o serviço, portanto, será necessária uma visita de instalação. Faça isso o quanto antes pois o agendamento pode demorar.


EMPRESAS DE TELECOMUNICAÇÃO

Para realizar a transferência das empresas prestadoras de serviço de internet, televisão e telefonia fixa ou móvel, antes é preciso verificar se as mesmas estarão disponíveis no seu novo endereço.

Da mesma forma, pode ser interessante reavaliar se deseja continuar com o mesmo plano, ou se não chegou o momento de mudar também de operadora.

Uma vez que essas análises forem feitas, basta entrar em contato com a central de atendimento e agendar a sua visita de instalação.


TÍTULO DE ELEITOR

Se você mudou de bairro, mas deseja continuar na mesma zona eleitoral, não há motivos para solicitar a transferência. Esta deve ser solicitada quando convier ao eleitor realizá-la.

Já quando a mudança é de município ou estado, ou até mesmo de país, deve-se pedir a transferência do título para o novo domicílio, a fim de não obter qualquer problema jurídico. Isto porque o voto é obrigatório, e pendências eleitorais podem acarretar em impedimentos para tirar documentos - como o passaporte, por exemplo, além da inadimplência eleitoral ser solicitada em diversas situações.

A transferência do título de eleitor é realizada no Cartório Eleitoral de cada região. Confira as condições referentes ao seu município e siga os requisitos abaixo:

  • - Residir no município, no mínimo, há três meses;

  • - Ter passado, no mínimo, um ano da data da emissão do título ou da última transferência;

  • - Fazer a solicitação pessoalmente. Não é permitido solicitar por meio de procurador;

  • - O atendimento nos cartórios eleitorais ou nos postos de atendimento é realizado por agendamento, por meio dos Tribunais Regionais de cada estado;

  • - A transferência pode ser feita em qualquer momento do ano. Com exceção de anos eleitorais. Neste caso, o serviço é suspenso no período que compreende os 150 dias antes do pleito até a conclusão dos trabalhos de apuração em âmbito nacional.


BANCO

Hoje em dia, geralmente o internet banking ou o uso de aplicativos digitais é suficiente para atender as demandas bancárias, não sendo mais crucial realizar os atendimentos na agência com a qual o seu nome está veiculado.

No entanto, mesmo que não seja essencial a alteração de agência para uma mais próxima, é importante comunicar a mudança de endereço, para que faturas ou outros serviços como o envio de segundas vias de cartão, contratos, etc, sejam enviados para o local correto.

Se você não tiver conta bancária, uma alteração necessária poderá ser a da Caixa, para que o endereço de correspondência do FGTS, PIS e outros benefícios do trabalhador esteja sempre atualizado.

Outras situações em que deve-se alterar o endereço:

  • - Crediários de loja, assinaturas mensais de produtos, serviços e etc.

  • - Orientar familiares e amigos a enviar correspondências para o seu novo endereço

  • - Atualização de cadastro no DETRAN para que multas e outras atualizações não sejam enviadas para o endereço antigo

  • - Escolas

  • - Trabalho

  • - Órgãos governamentais para fins de correspondência no futuro: Receita Federal, INSS, Programas Sociais e outros

  • - Lojas físicas e virtuais